A Rede Globo anunciou nesta sexta-feira (22) através de um comunicado oficial, a demissão de William Waack da emissora. O apresentador estava afastado do “Jornal da Globo” desde novembro depois do vazamento de um vídeo em que fazia comentário de cunho racista.

“A TV Globo e o jornalista decidiram que o melhor caminho a seguir é o encerramento consensual do contrato de prestação de serviços que mantinham. A TV Globo reafirma seu repúdio ao racismo em todas as suas formas e manifestações. E reitera a excelência profissional de Waack e a imensa contribuição dele ao jornalismo da TV Globo e ao brasileiro. E a ele agradece aos anos de colaboração”, informou o diretor de jornalismoda Globo, Ali Kamel.

Com o desligamento de Waack, Renata Lo Prete assumiu definitivamente o comando do “Jornal da Globo” e Heraldo Pereira passou a apresentar o “Jornal das Dez”, no canal pago.

Segundo o jornalista Ricardo Feltrin, do portal “Uol”, Waack teve quatro reuniões com a Globo antes do seu desligamento e os encontros foram marcados por muita tensão. Há possibilidade de que o caso possa parar na Justiça. Um dos argumentos é que o apresentador foi filmado em uma situação privada e a emissora não teria direito de puni-lo como fez.

Foto: Reprodução/Internet