O ator Thiago Martins viveu uma montanha russa de emoções no programa “Tamanho Família”, da TV Globo, oscilando entre lágrimas de alegria e de tristeza.

A história do ator é chocante, mas comum no Brasil. Cria da comunidade do morro do Vidigal, do Rio de Janeiro, o ex-vocalista do Sorriso Maroto foi criado por sua mãe e seu irmão, que foi vítima de um assassinato a sangre frio num bar do morro. Thiago entrou no mundo artístico graças ao filme “Cidade de Deus” (2002), que mostra muito da dura realidade no País, e se manteve por conta de sua dedicação à carreira de ator.

O momento mais triste da minha vida foi quando o Careca tomou um tiro. Ele trabalhava em uma rádio comunitária do Vidigal e depois foi tomar cerveja, quando começou um grande tiroteio. Uma lei básica da favela é, se você não deve nada, deita no chão, protege a cabeça e seja que Deus quiser. Ele fez isso e deram um tiro nele”, contou Thiago.

Imagine toda essa história diante dele, na tarde de domingo, diante das câmeras, da plateia e de todo o Brasil. Thiago se debulhou em lágrimas quando sua trajetória foi contada pela produção do programa, assim como a da cantora Iza.

Minha infância não foi a melhor do mundo, ainda mais que cresci em uma área de risco. Minha mãe era empregada doméstica e ia para casa de 15 em 15 dias. Careca foi meu segundo pai e me ensinou a ter respeito pelos outros. Muitas das minhas qualidades vêm do meu irmão”, terminou o ator.

Foto: Reprodução/TV Globo