O Portal Ego fez uma busca no site Similar Web, que analisa desempenho e audiência de sites do mundo todo, e descobriu que o Google é o site mais utilizado no país do verde e amarelo e o Xvideos um dos mais mais acessados.

Para se ter ideia da quantidade de navegadores da web, observe que o Brasil possui 26 estados mais o Distrito Federal, totalizando 5.570 municípios, 2 milhões de aparelhos celulares com acesso à internet e uma grande rotatividade de sites visitados diariamente. Entre eles, já revelamos qual é o mais acessado, vamos agora descobrir os 10 favoritos do Brasil.

1 – Google

O site global é o rei da web, utilizado como mecanismo de buscas, blogs criam conteúdo adaptado à forma de leitura do robô do Google para conseguirem mais audiência. Nele é possível realizar pesquisas sobre variados assuntos, que vão de saúde até magia negra. É a biblioteca dos preguiçosos.

2 – Youtube

Criado em 2005, na Califórnia (EUA), o site que reproduz vídeos deixou de ser um endereço para ouvir músicas e assistir a clipes memoráveis. O Youtube virou também modelo de negócios, passando a funcionar como um blog, onde qualquer pessoa pode criar contas e ganhar dinheiro com conteúdos inéditos ou reproduzidos. O site também é vitrine para lançamento de clipes de grandes artistas e, consequentemente, ferramenta de mensuração de dados.

3 – Facebook

A rede social onde quase tudo se vê, isto é, um pouco de cada coisa. Tem propaganda, têm promoções e engajamento de empresas, fake news, notícias verdadeiras, tragédia, fotos bonitas e muita (ênfase aqui) discussão política, esportiva, religiosa e por aí vai. O “Face”, como popularmente é chamado, veio para tirar o Orkut do ar e dar uma nova cara à web. Esta rede social é a responsável pela maior parte dos 76 bilhões de dólares acumulados por Mark Zuckerberg, CEO também do Whatsapp, Messenger, Instagram e startups.

4 – Google Brasil

Também utilizado como ferramenta de busca, o Google Brasil é personalizado para os internautas residentes do país verde e amarelo procurarem informações.

5 – Globo

O maior conglomerado de mídia do Brasil, Globo é o principal site do grupo da família Marinho. Nele é possível encontrar informações sobre coberturas de todo o Brasil em diversas categorias, tais como esporte, política, entretenimento, eventos e mais.

6 – Uol

Outra fonte de notícias, o Portal Uol é mais voltado ao público da internet, diferente do Globo, que abrange mais plataformas. Nele é possível encontrar informações do cotidiano e ainda contar com aplicativos destinados a atender o que cada público precisa com bastante suporte.

7 – Instagram

Nesta rede social, que também pertence a Zuckerberg, fotos e vídeos são compartilhados em grande volume pelos usuários. Ela tem uma peculiaridade: apenas coisas positivas são aceitas, ou seja, apenas fotos bonitas, gente feliz, lugares exóticos. Um mesmo usuário pode não curtir uma foto com teor de denúncia no Instagram, mas pode muito bem curti-lá no Facebook. Mais de 20 milhões de brasileiros usam esta rede social, e algumas pessoas a utilizam com viés comercial.

8 – Xvideos

O site pornográfico mais visitado do mundo, todos os dias. Neste momento, bilhões de pessoas estão navegando no site de vídeos pornô. O mais curioso é que ele se trata de um site clandestino gratuito de entretenimento adulto e influencia diretamente neste mercado. Os usuários ficam, em média, de 12 a 13 minutos navegando no site. O que será que eles fazem enquanto isso?

9 – Mercado Livre

O primeiro site e-commerce deste ranking é também uma feira ambulante online. Há artigos de qualidade duvidosa e há originais. Há também relíquias neste site. Para vender ou comprar, basta criar uma conta, preencher os dados e anunciar um móvel, uma camiseta, um carro, comida não perecível, games e muito mais.

10 – Microsoft

Quem disse que e-mail é coisa do passado? O Outlkok, uma das grandes ferramentas corporativas, é usado para trocar e-mails entre pessoas físicas e jurídicas. Muita gente acha que os correios eletrônicos se tornaram arcaicos com a chegada das outras redes sociais. O que houve, na verdade, foi uma adequação de interessados em suas respectivas redes sociais. Ou seja, se você precisa mandar uma mensagem para sua mãe ou pai, deve usar o Whatsapp, SMS ou Telegram, se quer realizar uma chamada de vídeo para alguém distante, deve utilizar o Skype ou o Whatsapp, se quer falar com empresas ou órgão públicos, utiliza-se o e-mail.

Fotos: Reprodução/Pixabay