Nesta quarta-feira, 06 de dezembro, Danilo Gentili conversa com Popó. Ele fala sobre sua aposentadoria nos ringues e conta como foi a última luta de sua carreira: “Hoje com 42 eu tenho que treinar 4, 5 meses para estar bom. Não tem como subir no ringue com 60 anos e trocar soco com meninos. Passei cinco meses treinando para essa luta, para estar em ponto de bala”. Ele relembra que chegou a fazer 10 lutas em defesa de seu cinturão e conta que a infância pobre e a vontade de dar uma vida melhor à família eram seus motivadores na hora das lutas. “Dormi no chão até os 23 anos. Falei “vou pagar a casa da minha mãe””, recorda Popó. O atleta também revela que não pretende voltar para a política, mesmo tendo sido eleito um dos melhores 20 deputados do Brasil: “Não sei. Não é minha prioridade”.

Confira mais frases da entrevista:

  • O primeiro treinamento para um atleta de alto rendimento é se afastar da noite.
  • Quinze, dez dias antes da luta para mim é suficiente. (ficar sem relações sexuais)
  • Você pensa em comer uma bela feijoada, beber muito líquido. (depois das lutas)
  • Os políticos, se querem fazer acontecer, às vezes não vai pra frente porque a própria população não deixa. (sobre líderes comunitários que agem em benefício próprio)
  • Quem não tiver uma estrutura familiar, cai. (sobre corrupção na política)
  • No próprio partido, se você não participa de comissões. (sobre projetos serem boicotados dentro do próprio partido)
  • Já tem uma série de oito episódios para o ano que vem. (série sobre sua vida)
  • A gente fazia luva de colchão de espuma. (sobre infância)
  • Meu pai bebia pra caramba, quebrava a casa toda. (sobre infância)
  • Lutador tem que ter pegada e pegada tem que ser natural. Não é fazendo academia.

O The Noite com Danilo Gentili vai ao ar de segunda a sexta-feira no SBT. Site oficial: http://www.sbt.com.br/thenoite/