“Virilhas” leva ao palco sensualidade e erotismo  ao refletir relacionamento em tempos modernos

 

Rafael Salmona, diretor da peça, adota vivências de atores para extrair maior realidade e profundidade ao texto de Alexandre Ribondi

 

Amor ou paixão? Relacionamento ou conveniência? As reflexões para tais respostas poderão ser avaliadas pelo público no texto de “Virilhas”, de Alexandre Ribondi, com estreia no próximo dia 25 de agosto, no Teatro Augusta – Sala Experimental. Com direção assinada por Rafael Salmona, a peça faz sua estreia no tablado paulistano. No elenco Neto Mahnic e Thiago Schreiter que se entregam a dramaturgia marcada por sensualidade, erotismo, solidão e desejos.

Em cena dois corpos aprisionados em um cômodo de apartamento. Dois homens com vontades opostas: um quer ir embora, esquecer o que aconteceu e o que sentiu. O outro, por acreditar que “um coração nunca se cura do amor”, quer ficar. Durante cerca de 50 minutos, os dois usam todos os recursos que têm, inclusive seus corpos e sua sexualidade, para conseguirem o que querem.

Trancados dentro de um banheiro do apartamento, ambos convivem com os dilemas do fim de relacionamento, ciclos que se fecham, amores líquidos e a eterna superficialidade de quem vai embora sem nunca ter ficado. Juntos, buscam a liberdade, a vingança amorosa, o gozo sexual e a felicidade – mesmo que cada um queira ser feliz à sua maneira.

“Qualquer pessoa que já tenha passado pela experiência de compreender que amar não basta para estar junto também pode saber o que é interromper a raiva para se jogar nos braços do outro. Isso é o que vazem esses dois homens dentro deste apartamento”, pontua o autor. “Se uma pessoa tem o direito de ir embora é, claro, que a outra tem todo o direito de impedi-la”, completa.“

De acordo com o diretor da montagem, a peça acima retrata a violência com que o amor vai embora. “É um reflexo bem atual sobre a forma como levamos os relacionamentos. As pessoas entram e saem da vida das outras como trocam de roupas. Para dar mais realidade e profundidade a montagem da peça, inserimos vivências dos próprios atores, sobre o tema, nas palavras das personagens”, sintetiza Rafael Salmona.

”Em algum momento da vida nos apaixonamos e quisemos deixar alguém. A peça é muito atual e levará a público a grandes reflexões”, pontua Neto Mahnic. “A peça não possui vilões ou mocinhos. A temática é crível, é real. O texto fala sobre relação e o melhor do modo que é visto hoje, onde tudo é meio efêmero”, completa o jovem ator Thiago Schreiter.

Ficha técnica

Texto: Alexandre Ribondi

Direção: Rafael Salmona

Direção de movimento: Ciro Barcellos

Elenco: Neto Mahnic e Thiago Schreiter

Produção: Plano Piloto Agencia Cultural

Fotos: Maya Morikawa

Iluminação: Nicolas Caratori.

Trilha Sonora: Pablo Diego Garcia

Designer Gráfico: Rafael Salmona

Assessoria de imprensa: Olho na Mídia

Serviço:

“Virilhas”

Teatro Augusta – Sala Experimental

Local: Rua Augusta, 943 – Cerqueira Cesar.

Estreia – 25 de agosto, às 21h30.

Temporada: Até 1 de outubro. Sextas-feiras, às 21h30; Sábados, às 21h e Domingos, às 20h.

Classificação: 18 anos (Contém cenas com nudez)

Ingressos: R$60,00 (inteira) R$ 30,00(meia)

Vendas: www.ingressorapido.com.br ou na Bilheteria do Teatro (De quarta a domingo das 14h ás 22H)