O ex apresentador brasileiro Gugu Liberato faleceu em 2019, após um trágico acidente em sua residência nos Estados Unidos. Desde então, uma disputa judicial envolve sua ex-mulher e filhos diante do polêmico testamento divulgado.

Todo esse caso ganhou um novo capítulo nesta segunda-feira, a defesa de Rose Miriam Souza di Matteo apresentou um novo documento que pode mudar todo o caso.

Para conseguir o direito do gree card (visto para residir permanentemente nos EUA), Gugu decidiu investir uma alta quantia no país.

No documento divulgado, escrito em inglês e traduzido por um profissional juramentado, o apresentador alega que Rose é “sua companheira de muitos anos” e que doa a quantia de US$ 555 mil a ela consciente e em posse de suas faculdades mentais.

“Presenteei [Rose com] US$ 555 mil da minha conta para uso pessoal da minha companheira”, está escrito. “Declaro que o que acima exposto é verdadeiro e correto, tanto quanto é do meu conhecimento, sob pena de perjúrio”.

Depois da morte do apresentador, a família se reuniu para a leitura do testamento. Nele, Gugu dividiu sua fortuna da seguinte forma: 75% para os três filhos e o restante para os cinco sobrinhos, mas nada para Rose.

Desde então, ela luta na justiça para provar que tinha uma união estável com Gugu, o que daria direito a ela à metade do patrimônio que ele construiu enquanto estiveram juntos.