No ano em que completa 70 anos, Monte Verde, distrito de Camanducaia (MG), se prepara para a maior celebração natalina de sua história. O Natal Cultural nas Montanhas – Uma história em Bauer, promovido pela Agência de Desenvolvimento de Monte Verde e Região (Move), em parceria com a prefeitura, será aberto nesta quinta-feira com uma cerimônia na Câmara Municipal, quando o Papai Noel receberá a chave do município junto aos outros personagens. A partir desta sexta-feira (20), a programação estará aberta ao público.

O evento segue até o dia 3 de janeiro e será, segundo o Move, o maior já realizado no distrito em termos de investimento, cerca de R﹩ 1 milhão. A estimativa é que os turistas deixem cerca de R﹩ 10 milhões em Monte Verde até o fim do Natal. Desde a retomada das atividades turísticas em 4 de junho, a vila do Sul de Minas já recebeu cerca de 48 mil turistas e foi considerada pelo Ministério do Turismo como exemplo nacional de retomada segura durante a pandemia. O Natal deste ano terá seis grandes atrações e todas serão gratuitas.

“Cada uma das atrações foi pensada para encantar, mas com mobilidade para evitar aglomerações e respeitando o distanciamento necessário. Fizemos o estudo sobre a capacidade de público, uso de equipamentos de proteção e disponibilização de insumos para higienização e biossegurança”, explica Rebecca Wagner, presidente da Move.

Foto: Divulgação

Decoração
A inspiração para o tema do evento veio de uma das manifestações artísticas mais famosas de Monte Verde: a pintura Bauernmalerei (pronuncia-se Bauermalarrái), ou Bauer, que significa “pintura de camponês”. Original da Alemanha, a arte era praticada por camponeses que ficavam em resguardo durante o inverno e, ao colorir o interior de suas casas – pintando peças utilitárias e de decoração -, faziam contraponto à monotonia do branco da neve. Assim, os elementos natalinos ganharão personalidade e identidade únicas da região.

O projeto artístico da decoração natalina expõe a singularidade e a personalidade dos moradores de Camanducaia, São Mateus e Monte Verde. A paleta de cores remete às montanhas no entorno, com texturas e cores trazendo a essência de fantasia e positividade da vila. Já a cenografia utiliza materiais artesanais, como a pintura Bauer e o crochê.

Retomada
Desde 4 de junho, os mais de 150 hotéis e pousadas de Monte Verde e região voltaram a receber os turistas. Atualmente, de acordo com novo decreto da prefeitura de Camanducaia, publicado em 23 de outubro, as hospedagens podem receber 80% da capacidade total de suas unidades habitacionais, respeitando o período em que a cidade permanecerá em alerta para os casos de Covid-19. Áreas comuns de lazer, como piscinas, saunas, quadras esportivas e playground, também já foram reabertas.

Desde o dia 1º de junho, também com restrições, atividades de outros segmentos voltaram a funcionar, como bares, restaurantes, lojas, academias e salões de beleza. Monte Verde abriga, segundo a Prefeitura de Camanducaia, mais de 50 restaurantes, bares e similares. Aos finais de semana e feriados, apenas turistas com reservas antecipadas podem ter acesso ao distrito.