Os filhos e os colegas de Paulinho, ex-vocalista do Roupa Nova, falaram ontem ao Fantástico sobre a morte do cantor.

Segundo os filhos do cantor, Pepê Santos e Twigg, Paulinho tinha muito medo de ficar sozinho e também passou a temer o que poderia acontecer. “Veio o transplante, veio o covid na sequencia e ninguém podia visitar ele. Isso era o calcanhar de Aquiles dele, ele ficar sozinho, ele tinha pavor. Em um momento ele falou pra mim: ‘eu tenho medo de sair daqui, não sei como vai ser'”, contou Pepê.

“Pra ele falar isso ele não estava se sentindo bem”, completou Twigg, emocionada.

O baixista do Roupa Nova, Nando, contou que Paulinho não queria contar para a banda o que estava acontecendo e só ficou sabendo por meio de amigos.

“Falei: ‘Inclui a gente nisso e ele fazia com a cabeça: não, não ta acontecendo nada'”.

O guitarrista Kiko chorou durante o programa: “É muito triste, cara”, desabafou.

Famosos como Suzana Vieira e Antônio Fagundes também participaram da homenagem ao músico e apontaram suas canções e trilha sonoras preferidas da banda.