A advogada e ex-repórter do Super Pop, Luana de Almeida Domingos, conhecida como Luana Don, foi condenada a cinco anos e três meses de prisão em regime semiaberto pelo crime de integrar organização criminosa. A jornalista da Rede TV era uma das mais procuradas pela polícia paulista, inclusive, estava sendo oferecido recompensa de até R$ 50 mil por informações que levassem ao seu paradeiro. Luana foi encontrada pela polícia em uma casa utilizada como esconderijo em Ilha Bela, litoral norte de São Paulo.

A Veja revelou em reportagem que Luana passou cinco meses presa na penitenciária de Tupi Paulista, no interior de São Paulo, e, na última sexta-feira, 1° de dezembro, foi solta após sentença do juiz Gabriel Medeiros, da 1º Vara da Comarca de Presidente Venceslau e vai aguardar recurso da sentença em liberdade.  Outros seis criminosos receberam penas entre oito e onze anos e meio de prisão em regime fechado.

Foto: Reprodução/Internet