A empresária Edilma Lima, mãe de um casal de filhos, teve a ideia de criar sua marca voltada para a sustentabilidade após refletir sobre qual futuro gostaria para os seus filhos. Ex- sócia  da extinta marca Ecobabies, ela se deu conta de que poderia contribuir muito mais com o tipo de moda sustentável focada em crianças de 0 a 8 anos com o seu melhor  diferencial : o olhar materno.

Situada em Copacabana , a empresa Ecoeplay já comercializa seus produtos e possui a preocupação em ser algo produzido por mães para as mães e as suas crianças. O objetivo é ser algo sustentável, reutilizável e também econômico, não desperdiçando nenhum material para gerar menos lixos. Com a tecnologia “CO2 control” sustentável que se decompõe rapidamente, evita a poluição do meio ambiente com fraldas descartáveis.

Segundo um estudo de janeiro de 2019 da Smart Cities, realizado pela Hello Research, em parceria com a startup brasileira Tupinambá, 70% das pessoas deixam de consumir uma marca se descobre que a empresa faz mal ao ambiente ou aos animais. Tem mais: a maior parte da população está familiarizada com o tema e acha que os esforços para uma vida sustentável devem partir tanto da iniciativa pública quanto da privada