Ao tentar atender o Big Fone, o ginasta Petrix Barbosa correu, entrou em colisão com Pyong, derrubando o concorrente e alegando ser acidente. O público não perdoou e disse tratar-se de proposital e pedem a expulsáo do candidato ao prêmio de R$ 1,5 milhão.

Essa não é a primeira vez que o ginasta apronta no programa, na semana passada ele foi advertido na atração devido a assédio à uma das candidatas, que estava bêbada durante uma festa.

Aliás, assédio é uma palavra que o ginasta conhece bem: em 2018 em uma entrevista para o Fantástico, ele foi uma das pessoas que denunciaram o treinador  Fernando de Carvalho Lopes, que foi afastado de suas atividades no CLube de Campo Mesc, devido a acusações de abuso sexual, onde 42 pessoas alegaram terem sido vítimas do treinador.

A reportagem partiu de uma postagem de Petrix em suas redes sociais. De acordo com a matéria, os casos ocorreram durante 15 anos, entre 2001 e 2016.

Petrix declarou o seguinte:  “já acordei com ele, não sei quantas vezes com a mão na minha calça, e eu conseguia tirar e dormir, porque não ficava parado˜, na ocasião o ginasta tinha 10 anos de idade.

 

A hashtag #PetrixExpluso foi uma das mais publicadas no twitter e um dos internautas apresentou o vídeo em slow-motion mostrando que o ginasta agiu de má fé.  Vejam o vídeo: