Com o recém lançado hit “Ela é coroa”, o cantor JF está ganhando cada vez mais espaço no cenário da música nacional. O músico, que já foi bailarino durante 16 anos, hoje canta apostando na mistura de ritmos, como o raggaeton, que está presente no seu último trabalho “Ela é coroa” que teve Rita Cadilac como protagonista do videoclipe e foi produzido pelo maior diretor de clipes do momento, o Kondizilla.

Em entrevista exclusiva ao Portal Ego, JF revela quem são suas principais inspirações musicais, os passos que o levaram a carreira de cantor e ressalta a importância da dança em seus projetos. Confira:

 

PE: Porque decidiu apostar no ritmo Reggaeton?

JF: Bem antes de começar a tocar Reggaeton no Brasil, eu já admirava e ouvia nas minhas viagens pela Europa, por ser um som dançante com uma batida envolvente.

PE: O que te levou a migrar da dança para a carreira musical como cantor? (Comente sobre a carreira de balé).

JF: Eu dancei como bailarino profissional durante 16 anos, participando de importantes cias de dança no Brasil e exterior. Quando voltei do Japão, onde morei por 2 anos fazendo shows com músicas Brasileiras, participei do musical “O beijo da mulher aranha”, com Claudia Raia e Miguel Falabella, onde me aprimorei nas aulas de canto e dei início ao meu projeto como cantor, lançando meu primeiro EP numa levada Hip Hop.

PE: A dança ainda é importante na realização dos seus projetos?

JF: Sim, pois nos shows temos coreografias com “BBoys” e bailarinas, dando um “toque” diferente abrilhantando os shows.

PE: Quem são suas principais inspirações e referências musicais?

JF: Na época me inspirei no Marcelo D2, pois queria ser um cantor de Hip Hop, mas as coisas foram se encaminhando e hoje adoro fazer músicas dançantes em vários estilos, desde Hip Hop ao Raggaeton, com um tempero de funk e “segue o baile” (risos).

PE: Você pretende apostar em outros ritmos?

JF: Sim, a mistura de ritmos é a essência do sucesso, como referência, temos a mistura do sertanejo e funk né? Tá aí tocando em todas as rádios e colocando a galera pra dançar.

PE: O que podemos esperar dos seus trabalhos daqui pra frente?

JF: Muitos hits! Estou com uma equipe dedicada e focada nesse momento com um projeto incrível e tenho muito que agradecer o empenho da equipe e os meu parceiros de trabalho: Produtor musical Mardem Jam , Mc Menininho e o produtor artístico Pacheco Festas.

 

Fotos: Arnaldo J.G. Torres/Divulgação