Allan Gregorio tem desenvolvido um trabalho nas redes sociais, seja como designer ou criador de filtros de realidade aumentada, que são suas especialidades, que tem chamado a atenção de artistas e personalidades de destaque no universo LGBT, como Pabllo Vittar e Penelopy Jean.

Além da habilidade artística, Allan usa as suas redes para militar contra a intolerância e pelos direitos LGBTQ+.“A classe artística tem usado as suas redes sociais para se posicionar contra o preconceito. Fico contente que em algumas dessas vezes tenham usado os meus filtros e a minha arte como complemento para ajudar a expressar o que sentem e lutar por um mundo melhor”, afirma Gregorio.

Militância

O designer também aponta que a militância virtual tem tomado forma e agido em favor das minorias mobilizando milhões de pessoas para a luta por uma sociedade mais justa e livre de homofobia. “Alguns anos atrás a gente viu o movimento #LoveWins, onde todo mundo trocou a foto de perfil para uma bandeira LGBT em apoio ao casamento para pessoas do mesmo sexo. As redes sociais tem o papel de trazer informações rápidas e isso é uma grande vantagem. No caso do movimento Black Lives Matter e da trágica morte de George Floyd, em poucos dias tivemos o maior protesto contra o racismo da história, tudo mobilizado através das redes sociais. Os filtros têm um grande poder de engajamento para essas causas e têm sido sim uma ferramenta de mudança.”.